Viajar, Viagem, Viagens


Blog sobre Viagens, conheça os melhores destinos, informações úteis para quem vai viajar, veja como tirar passaporte, visto, e claro ter acesso a promoções exclusivas de passagens aéreas!

pretendo viajar para portugal, qnto preciso declarar em dinheiro para ir ?

pretendo viajar para portugal, qnto preciso declarar em dinheiro para ir ?
pretendo viajar no começo do ano q vem .. e nao sei o valor q preciso ter para embaixada portuguesa libere minha entrada.
somos eu, meu esposo e meu filho.

o que preciso para viajar para portugal, como ir para portugal, como viajar para portugal, o que é necessário para viajar para portugal, o que precisa para viajar para portugal, o que é preciso para viajar para portugal, viajar para portugal, viajar para portugal o que precisa, o que e necessario para entrar em portugal, o que e preciso para entrar em portugal, é dificil entrar em portugal, posso entrar com quantos euros em portugal?, documentos necessarios para trazer alguem de outro pais para portugal, quero passar umas ferias em portugal quanto dinheiro devo levar, quanto tenho que entrar no pais portugal, quanto em reais é preciso para viajar para portugal?, quantidade de euro para entrar em portugal, quais sao documentos necessarios para pessoa vir passar ferias em lisboa, prata viajar para europa é preciso ter dinheiro em conta ou um cartao de credido ja é o suficiente, onde ir em portugual em 15 dias

.


Responder Facebook

7 Comentários sobre "pretendo viajar para portugal, qnto preciso declarar em dinheiro para ir ?"

Participe você também, faça seu Comentário!

  1. luciana f diz:
    Voce nao precisa declarar quanto, mas deve cumprir as exigencias de entrada no pais. Pelo que percebi quando cheguei em Portugal, eles estao mesmo preocupados com o que voce traz na mala, e nao com quanto dinheiro voce tem.
  2. Pedro Roberto Gitirana A Guerra diz:
    Como acontece na maioria dos países europeus, não é exigido visto de turismo para brasileiros até 90 dias. Entretanto é feita uma checagem no desembarque dos aeroportos pela equipe de imigração local, muitas vezes são feitas algumas perguntas e caso os agentes tenham alguma “má vontade” ou você os tente enrolar com mentiras ou falsas verdades, você será deportado (isto é, não poderá entrar no país por algum tempo ou até mesmo para sempre) sem direito a reembolso da passagem.

    Prováveis perguntas que poderão ser feitas pelos agentes da imigração:

    - O que você está vindo fazer aqui?
    - Onde vai ficar hospedado(a)?
    - Quanto de dinheiro está trazendo para sua viagem?
    - Quantos dias pretende ficar?
    - Qual a sua ocupação atual no seu país de origem?

    Seguem algumas dicas valiosas para você passar sem problemas por essa experiência:

    Passagem aérea: Tenha sempre a passagem de ida e volta confirmada em mãos, e se perguntarem quando você retornará, diga exatamente a data impressa no bilhete aéreo. Não seja contraditório nesse assunto, eles poderão desconfiar disso.

    Bagagem: Nunca carregue bagagem em excesso, e cuidado com os itens carregados, pois eles verificam tudo em alguns casos. Itens que possam vir a indicar que você pretende morar podem ser fatais!

    Dinheiro: Tenha sempre dinheiro em mãos suficiente para sustentá-lo durante o período em que disser que vai ficar no país. Não carregue tudo em espécie, leve também cartões de crédito internacionais, travelers cheques, Visa Travel Money, etc. Na Europa em geral, eles pedem $ 60 euros em espécie, por dia de hospedagem.

    Amigos: Jamais diga que tem amigos que trabalham ou moram no país. E se tiver, peça a pessoa para que redija uma carta convite, dizendo que esta pessoa será responsável por seus gastos e sua estadia naquele país, inclua aí o endereço completo do mesmo e telefones de contato. Além disso, deverá constar da carta as datas de chegada e saída do convidado(a), bem como a carta deverá ter firma reconhecida em cartório de lá. Este item é obrigatório e evita que eles desconfiem que sua intenção é ficar por lá. Sem esta carta neste caso, a deportação é quase certa!

    Estadia: Tenha sempre na ponta da língua onde vai ficar. Não minta, eles chegam a ligar do aeroporto confirmando sua reserva. Se for o caso, reserve um hotel/albergue barato por alguns dias, com antecedência, para garantir. Se for ficar em casa de amigo ou parente mesmo, é um indício para eles, conta pontos negativos mas apresente a carta convite conforme solicitado.

    Seguro de viagem: Vários países europeus recentemente exigem que brasileiros comprovem seguro com cobertura médico-hospitalar de no mínimo $ 30 mil euros. O seguro além de ser importante impede que você tenha gastos não previstos com sua saúde no exterior, pode acreditar, qualquer atendimento de urgência vai lhe custar milhares de euros. Vale a pena fazer um antes de viajar e se você tiver cartão de crédito internacional, convêm que se ligue para sua operadora de cartão e confirme se você não tem direito a um seguro de viagem, que geralmente vem incluso na maioria dos cartões internacionais e muita gente não sabe. Se tiver este serviço incluso, peça que ativem o serviço para ti e leve cópia do comprovante do mesmo impresso.

    Conhecidos no aeroporto: Não diga que tem alguém esperando no aeroporto se não houver realmente, eles chegam a ir procurar a pessoa. Além disso, não diga que não conhece ninguém no país, principalmente se você tiver conhecidos que forem te buscar no aeroporto.

    Brasileiros que viajam a Europa sem emprego fixo ou vínculos fortes no Brasil, muito cuidado, se você não conseguir provar vínculos fortes com o país, você corre sério risco de ser deportado. Para evitar isso, leve todo tipo de documento impresso que possa demonstrar seus vínculos por aqui, tais como: comprovante de escola, holerites de pagamento, etc.

    Embora nem sempre haja um controle tão rígido nos aeroportos europeus, haja sempre com precaução para evitar maiores problemas. Jamais minta! Seja firme em suas respostas, comprove tudo com documentos e comprovantes escritos, enfim, por mais que você ache que eles nunca vão descobrir alguma coisa, eles são muito mais espertos que você e treinados para isso. Portanto, não brinque com isso!

    Tomando estas precauções, sua viagem será um sucesso desde o começo!

    No link abaixo você vai encontrar dicas e informações para planejar sua viagem a Europa.

  3. Lora Nogueyra22 diz:
    Não é a embaixada que libera sua entrada e sim a Fronteira de imigração.
    A embaixada só se vc solicita um visto de estudo ou trabalho.

    Os brasileiros (e os nacionais que constam da lista) não precisam de visto para entrar em Portugal e no espaço Schengen (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Itália, Islândia, Luxemburgo, Noruega, Países Baixos, Portugal e Suécia), por um período de até 90 dias, por semestre, nos casos de deslocações para turismo e negócios.

    Os brasileiros também não precisam de visto para entrar em Portugal pelo mesmo período para cobertura jornalística ou missão cultural.

    Esse prazo pode ser prorrogado em Portugal, mediante autorização do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, não podendo a prorrogação ultrapassar 90 dias.

    A isenção de visto não exime os seus beneficiários do cumprimento de algumas formalidades de entrada no espaço Schengen.

    No caso da entrada e permanência ser em Portugal, torna-se necessário apresentar ás autoridades fronteiriças portuguesas:

    - passaporte com validade superior em, pelo menos, 3 meses à duração da estada prevista;
    - bilhete de viagem aérea (ida e volta);
    - comprovativo de alojamento;
    - seguro de saúde;
    - comprovativos de meios financeiros para suportar a estada, equivalentes a:
    - 75 Euros por cada entrada no país, e mais
    - 40 Euros por cada pessoa e dia de permanência.

    Assim, para permanecer 15 dias em Portugal é necessário ter 675 Euros, o que equivale a cerca de R$2700,00.

    Pode ser recusada a entrada em Portugal, pelas autoridades fronteiriças portuguesas, aos estrangeiros que não cumpram os requisitos acima referidos.

    Nota – Estes montantes (em dinheiro, “Travelers cheques” ou cartões de crédito internacionalmente aceites) poderão ser dispensados, caso seja apresentado termo de responsabilidade emitido por cidadão português ou por estrangeiro habilitado com título de residência, autorização de permanência, visto de trabalho, estudo, estada temporária, válidos, que garanta a alimentação e o alojamento do interessado durante a sua estada, sem prejuízo da possibilidade de recurso a outros meios de prova.

    Os estrangeiros de outras nacionalidades devem contactar o Consulado de Portugal na sua área de residência para saber da obrigatoriedade ou não de visto.”

    http://www.consuladoportugalsp.org.br/

  4. jaco oliveira diz:
    eu fui deportado la eles nos falam que vamos para um hotel chegando la eles nos colocam em uma espécie de carceragem somos vigiados noite e dia eles não liberam ligação para consulado para obtermos ajuda fora que eles andam com agente armado nos intimidando eu passei por isso em PORTUGAL.
  5. jaco oliveira diz:
    fora que eles nos tratam mal com palavras agressivas falando que nos brasileiros somos pilantras,ladroes,prostitutos e que agente tem mas é que volta para o brasil me sentir muito ofendido e lembro da cara desse portugues cara pensa na humilhaçao pretendo voltar mas por outro país se Deus quiser vai dar certo.
  6. fernando oliveira diz:
    amigo jaco oliveira.
    e verdade tudo que fala aqui.
    eu sou português,e passei ferias este agosto no brasil onde fui muito bem recebido e acolhido em casa de uma familia em minas gerais.passei 15 dias maravilhosos.
    perto do meu regresso fiz um convite para virem a portugal na altura das suas ferias que eu queria retribuir a atenção.esse convite foi aceite por uma das pessoas dessa familia que tinha ferias entre novembro e dezembro.
    sendo assim tratei das coisas como deve de ser,até mandei a tal carta de convite.a pessoa trazia dinheiro passagem de ida e volta,edentificou-se em como trabalhava para o governo brasileiro,cartão de credito internacional e mesmo assim foi barrado no aeroporto da portela em portugal.
    passei pela maior vergonha da minha vida.
    nas horas que passei no aeroporto a tentar liberar a pessoa,tudo por telefone.nunca ninguem do CEF me quiz atender pessoalmente.eu num dos telefonemas para esses senhores até falei que estava dentro do aeroporto que era uma pessoa idonea e que fazia de tudo para garantir que essa pessoa era uma pessoa de bem,e que no final das ferias regressaria ao brasil.
    mas isso de nada valeu,ai fiquei ate com vergonha de ser portugues.
    apos 4 longas horas de luta verbal.lá liberaram a pessoa mas com a ameaça de virem buscar na minha casa ,se falta-se no dia do seu regresso.
    deixo aqui um alerta em modo de despedida-quem quizer viajar de ferias a portugal venha com ar de marginal que ai passa na boa.
    quando um portugues sente vergonha de o ser,é porque algo vai muito mal neste país de nabos.
    abraço amigo jaco oliveira.
  7. eliane diz:
    gostei muito de sua sinceridade,e aproveitando gostaria que me respondesse a esta pergunta? SE VOCÊ MORA EM PORTUGAL,ME DIGA: TA DIFICIL PRA CONSRGUIR EMPREGO AÍ,É QUE ESTOU QUERENDO IR PRA AÍ NO COMEÇO DO ANO QUE VEM.ME RESPONDA EU FALO UM POUCO DE INGLES ME DISSERAM QUE SABENDO UM IDIONA É MAIS FACÍL ARRUMAR UM EMPREGO.ABRAÇOS E AGUARDO SUA RESPOSTA PELO MEU ORKUT!!!!

Faça um Comentário!

Você está em: Viajar // Viajar Para // pretendo viajar para portugal, qnto preciso declarar em dinheiro para ir ?
Copyright © Viajar, Viagem, Viagens | Todos os direitos reservados.